Como é caro o Big Mac aqui! Mas, por que?

Ontem a revista The Economist publicou seu habitual Big Mac Index. Imediatamente, a mídia repercute a informação. O Globo e a Folha colocam em grandes manchetes nas suas páginas de economia.

Lá pelo 3º, 4º… período da Faculdade os professores de Macroeconomia (e os livros também) citam o Índice Big Mac para exemplificar a “paridade do poder de compra”. O índice pressupõe que por ser o mesmo produto (um Big Mac é um Big Mac em qualquer lugar do mundo) o preço deveria ser o mesmo que o cobrado nos EUA.

Portanto, quando o preço do sanduba no país X é transformado em dólares pela taxa de câmbio correspondente, podemos verificar se a moeda de X está valorizada ou não. É uma das trilhares formas de ver o câmbio.

Paridade americana

O Big Mac no Brasil é um dos mais caros do mundo. No patamar de Suécia e 31% mais caro que nos EUA, indicando a valorização do Real frente ao Dólar.  Com o peso muito desvalorizado verifica-se também porque o Big Mac na Argentina é o mais barato entre os pesquisados (viagem para Recife custa o dobro de Buenos Aires).

Mas tal índice deixa a desejar. A própria revista britânica aponta para o fato:

The bulk of a burger’s cost depends on local inputs such as rent and wages

Chamou a atenção o “wages”. Apesar do preço do burger estar no mesmo patamar, o nível dos salários no Brasil é bem diferente da Suécia. O que ninguém explica é o por que da discrepância. Por que aqui o Big Mac é tão caro? A revista fala da questão dos juros altos:

The Brazilian real is one of the few emerging-market currencies that is trading well above its Big Mac benchmark. With interest rates high—the policy rate now stands at 10.75%—Brazil has attracted lots of attention from yield-hungry investors.

É um fator importante, mas não creio que seja o ponto central. A resposta para a questão é a mesma de sempre, de qualquer produto feito aqui: tributação. Enquanto nos EUA os produtos sofrem em média taxação de 10%, aqui passa dos 30%. Nem McDonald’s, nem ninguém, consegue escapar de uma das maiores cargas de impostos do mundo.

No comments yet

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: